varal de ideias


SÓ POR HOJE

“Que dias há que n'alma me tem posto

Um não sei o que

Que nasce não sei onde

Vem não sei como

E dói não sei porquê”. (Camões)

                                

Talvez eu saiba o que me inquieta o coração

Talvez eu sobreviva, ainda que sinta dor.

Só por hoje quero ficar só

Mergulhada na minha própria ignorância

Embreagada de solidão

Revelando o vazio e a escuridão da minha alma.

Eu, que ouço a voz que leva para longe a minha paz

Ainda perdida em meus passos

Sinto-me fugir de mim mesma

Recorro aos meus pensamentos

Hoje, só por hoje, não quero mais ser quem eu sou.

(TODA QUARTA-FEIRA UMA NOVA IDÉIA AQUI NO VARAL)



Escrito por Marcela Fonseca às 17h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil





BRASIL, Mulher, de 20 a 25 anos, Arte e cultura



Meu humor



Histórico


    Votação
    Dê uma nota para
    meu blog



    Outros sites
     Meu Orkut
     Som de Bamba
     Portal Literal
     TextoVivo / ABJL
     Intelecta City
     Ponto Final
     Picadeiro da Informação
     Escuta Zé!
     Mais Água No Feijão
     100 Crise
     No Mezanino
     Corpo Estranho No Sistema
     Drunk Memories
     Cordel da Muléstia
     Com Gás
     Last Letters
     Procurando a Poesia
     O Arroto
     Abstraktus
     Opas e Boas
     Blog Marcelo Melo
     Mundo Cão
     Um Cara Estranho