varal de ideias


*A ENTREVISTA (2° Capítulo)

Chegada a hora de ir trabalhar, Heloísa era só riso. Sua única incerteza era sobre o que usar. Vestia-se muito bem, mas só pensava em impressionar Daniel, e fazê-lo notá-la era o grande desafio daquela manhã já que não sabia como chamar sua atenção.

Os primeiros dias na redação trascorreram cheios de novidades. Helô que sempre deu importância às coisas simples da vida, manifestava toda sua alegria ao almoçar fora com os amigos, e até mesmo ao viajar de ônibus à caminho do trabalho ou à procura de lugares e histórias para contar. Na agenda, reuniões de pauta, entrevistas, shows e eventos.

O que mais poderia fazê-la feliz? Viver entre leads e deadlines sempre foi seu sonho e em muito pouco tempo tornou-se seu maior prazer. Só mesmo a figura de Daniel para mudar essa realidade que, sentado à mesa em frente a de Helô, era visto por ela como que num porta-retrato. O conhecia bem e de longe admirava, sonhava com seus beijos e seus abraços, conhecia suas preferências e sabia o quanto eram parecidos. Tanta semelhança os tornaria um casal diferente - românticos à moda antiga.

Os dias passavam. E a notícia do novo emprego de Heloísa corria. Não demorou muito para que chegasse aos ouvidos de seu ex-namorado, Pedro que, feliz com a história, resolveu procurar Helô.

Pedro foi o primeiro amor de Heloísa, e por muito tempo ela acreditou que seria o único. Os dois se conheceram em uma viagem, ela que na época tinha 16 anos, se apaixonou perdidamente pelo rapaz 11 anos mais velho. O romance durou apenas um ano e terminou de maneira trágica. Durante sete anos, se viram duas vezes, mas sem trocar qualquer palavra. Heloísa viveu outras histórias, mas o fantasma que assombrava sua alma não a deixava esquecer o cheiro, o gosto de Pedro. Até o dia em que o destino os uniu outra vez. Quatro meses depois, o fim. Helô havia dado um basta. Mas não sabia ao certo o que que sentimento cultivava em seu coração. Agora, aquele que significou a melhor e a pior coisa em sua vida estava de volta e convencido de que iria reconquistá-la.

Término do expediente, o celular de Helô toca, é Pedro que, já à espera do outro lado da rua para uma conversa. Ela desce do 4° andar pelas escadas, saí do prédio e se aproxima.

 

Continua quarta-feira que vem...

(TODA QUARTA-FEIRA UMA NOVA IDÉIA AQUI NO VARAL)



Escrito por Marcela Fonseca às 21h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil





BRASIL, Mulher, de 20 a 25 anos, Arte e cultura



Meu humor



Histórico


    Votação
    Dê uma nota para
    meu blog



    Outros sites
     Meu Orkut
     Som de Bamba
     Portal Literal
     TextoVivo / ABJL
     Intelecta City
     Ponto Final
     Picadeiro da Informação
     Escuta Zé!
     Mais Água No Feijão
     100 Crise
     No Mezanino
     Corpo Estranho No Sistema
     Drunk Memories
     Cordel da Muléstia
     Com Gás
     Last Letters
     Procurando a Poesia
     O Arroto
     Abstraktus
     Opas e Boas
     Blog Marcelo Melo
     Mundo Cão
     Um Cara Estranho